Caxangá é a 8ª empresa obrigada pela justiça a reintegrar demitidos


Além da Caxangá, estão em vigor decisões judiciais que obrigam reintegrações na São Judas Tadeu, Metropolitana, Mirim e Itamaracá

Conforme decisão judicial publicada no dia de hoje, 12/06, a Caxangá – sob pena de pagamento de multa de até 500 mil reais – tem 72h para reintegrar 366 rodoviários demitidos entre 25 de Março e 25 de Maio de 2020.


Além disso, também foi determinado pelo judiciário o pagamento de salários e benefícios aos demitidos.


Por fim, outro destaque da decisão judicial, é que a Caxangá não demita mais ninguém durante este período de pandemia.


Além da Caxangá, estão em vigor decisões judiciais que obrigam reintegrações na São Judas Tadeu, Metropolitana, Mirim e Itamaracá.


Pedimos para que os rodoviários demitidos mantenham contato com o Sindicato nos deixando informados do efetivo cumprimento destas reintegrações ou não.


Como também alertamos a não assinarem nenhum tipo de acordo que não seja a da sua reintegração.


Leia decisão na íntegra:

Decisão 1ª Vara do Trabalho de Olinda - Caxangá



LEIA TAMBÉM:

Primeiras vitórias: Rodotur e Cidade Alta têm 72h para reintegrar demitidos


São Judas Tadeu também tem 72h para reintegrar demitidos


Com intimação da Itamaracá e da Mirim, já são cinco as empresas obrigadas a reintegrar demitidos


Metropolitana é a 6ª empresa obrigada pela justiça a reintegrar demitidos


CRT é a 7ª empresa obrigada pela justiça a reintegrar demitidos



  • Branca Ícone Instagram

Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários Urbanos de Passageiros do Recife e Região Metropolitana, Mata Sul e Norte de Pernambuco. Rua Araripina, Santo Amaro, 111, Recife-PE. CEP 50040-170. Fone: (81) 3048.6010. CNPJ 11.026.788/0001-21